{country_name} ↓ TRANS_MENU
Escolher a sua localização:
A minha capaA minha capaA minha capa

O que está acontecendo agora?

Entrar Entrar com Facebook
Nome de usuário ou senha incorreta!

Estudantes ocupam plenário da Assembleia e pedem CPI da Merenda

No final da tarde desta terça-feira (3), alunos das escolas estaduais de São Paulo ocuparam o plenário da Assembleia Legislativa (Alesp), no Ibirapuera.Os deputados estavam na ordem do dia (fase da sessão em que ocorrem as discussões e votações das proposições dos projetos escolhidos pelo presidente da Assembleia) quando os estudantes entraram no plenário.
O Tempo
04/05
35 Pontos

SP: secretário de Segurança tem 72 horas para explicar ação da PM em centro de ensino

Os estudantes protestam contra a falta de merenda e denúncias de corrupção nos contratos de alimentação escolar. Seu nome também é apontado para a Advocacia-Geral da União.A Polícia Militar (PM) entrou segunda-feira (2), por volta de 11h30, no prédio do Centro Paula Souza (CPS), ocupado por estudantes desde a última quinta-feira (28), e permaneceu lá durante toda a tarde, ação considerada ilegal pelo TJ-SP. “Estamos investigando uma série de cidades e resultados vão aparecer.
Jornal do Brasil
03/05
17 Pontos
1

Secretário afirma ao TJ que ocupação 'comprova' legalidade de ação da PM

O prédio está ocupado desde quinta-feira (28) por estudantes que reivindicam o fornecimento de merenda nas Etecs (escolas técnicas). O Centro Paula Souza informou que nesta segunda-feira todas as Etecs passaram a contar com alimentação .
Folha de São Paulo
03/05
12 Pontos

Juiz diz que entrada da PM no Paula Souza foi ilegal; veja imagens

O juiz da Central de Mandados do Tribunal de Justiça deu 72 horas para a SSP (Secretaria de Segurança Pública) da gestão Geraldo Alckmin (PSDB) explicar de quem saiu a ordem para ação.O prédio está ocupado desde quinta-feira (28) por estudantes que reivindicam o fornecimento de merenda nas Etecs (escolas técnicas).
Folha de São Paulo
03/05
23 Pontos
1

Justiça manda Polícia Militar sair de sede do Centro Paula Souza

A PM, porém, deve esperar que um mandado seja entregue aos ocupantes, o que não aconteceu. Em nota, a SSP informou que "a PM ingressou para acompanhar e garantir a segurança de funcionários e professores que chegaram para trabalhar no prédio administrativo, que não estava invadido". A decisão, porém, não foi cumprida imediatamente.À noite, ao ser informado de que a polícia permanecia no local, Pires determinou novamente a retirada da PM e criticou o descumprimento da decisão anterior.
O Tempo
03/05
15 Pontos

Justiça marca audiência de conciliação entre alunos e Estado para quarta (4)

A audiência de conciliação entre os estudantes que o ocupam o Centro Paula Souza e o governo do Estado foi marcada pela Justiça para esta quarta-feira (4), às 15h.Além dos estudantes, participam da sessão no Fórum Hely Lopes Meireles representantes da Fazenda do Estado, da Defensoria Pública e do Ministério Público.O Centro Paula Souza é responsável pelas escolas técnicas do Estado. O Centro Paula Souza informou que nesta segunda-feira todas as Etecs passaram a contar com alimentação .
Folha de São Paulo
03/05
8 Pontos
1

People Entrada da PM no Paula Souza foi imprudente, dizem especialistas

A PM deixou o Centro Paula Souza na noite desta segunda.Para o constitucionalista José Afonso da Silva, ex-secretário de Segurança Pública do Estado (governo Mário Covas), se a reintegração de posse tivesse ocorrido de fato, a medida da Secretaria da Segurança Pública deveria ter sido amparada integralmente por autorização judicial."Houve uma facilitação para que os funcionários entrassem no prédio. Não tendo havido confronto, o problema fica menos grave", afirmou.
Folha de São Paulo
03/05
40 Pontos

People Ordem para entrada da PM no Centro Paula Souza partiu de secretário

Já os policiais se posicionaram no hall e ficaram frente a frente com os alunos, que fizeram provocações à tropa e gritaram palavras de ordem contra o governo do Estado e a PM. Segundo a Folha apurou, a ordem partiu do secretário Alexandre de Moraes, presente no local. Sob o comando do secretário Alexandre de Moraes (Segurança Pública), a Polícia Militar entrou nesta segunda (2) na sede do Centro Paula Souza, ocupado por estudantes desde a semana passada.
Folha de São Paulo
03/05
41 Pontos
1

Alunos que ocupam Centro Paula Souza fazem assembleia nesta terça

é cotado para o Ministério da Justiça ou AGU (Advocacia-Geral da União). Os estudantes que ocupam o Centro Paula Souza, autarquia do governo do Estado, realizam assembleia na manhã desta terça-feira (3) para definir os rumos da ocupação.A Folha esteve no local durante a madrugada desta terça. Segundo a Folha apurou, a ordem partiu do secretário Alexandre de Moraes, presente no local. Eles reivindicam o fornecimento de merenda nas Etecs (escolas técnicas).
Folha de São Paulo
03/05
19 Pontos

Cotado para ministério de Temer, secretário de SP precisa explicar chacina

O alvo eram estudantes protestando por mais merenda."Não tem mais graça viver", disse Ivanilda, a mãe de Lapixó, um dos jovens assassinados em Carapicuíba.Também não tem graça alguma um ministro da Justiça ou um advogado-geral da União assumir o cargo sem antes ter prezado por transparência na informação e legalidade nas ações de suas polícias. E, sobretudo, por ter sequer avançado no esclarecimento da chacina de quatro jovens.
Folha de São Paulo
03/05
16 Pontos

Funcionários do Paula Souza fazem abraço simbólico na sede do órgão

Os servidores aguardam uma posição dos estudantes sobre uma possível liberação deles.Na noite de segunda-feira, o governo defendeu que a polícia não executou a reintegração de posse e não retirou os estudantes. "A polícia garantiu o acesso e a segurança dos funcionários, o combinado era esse. Quando os servidores saíram, a polícia também saiu."Segundo a Secretaria da Segurança Pública, a PM entrou no prédio para garantir a liberdade de trabalho dos funcionários.
O Tempo
03/05
8 Pontos
1

People Após determinação da Justiça, PM deixa o Centro Paula Souza; veja vídeo

Depois da saída da PM, os estudantes pediram para todos que não são alunos deixarem o prédio.INVASÃO ILEGALA PM entrou no Centro Paula Souza na manhã desta segunda, mesmo sem mandado judicial. traje que a PM passou a utilizar após os protestos de junho de 2013, que protegem tronco e membros contra objetos perfurantes. foram alvos de gritos de guerra por parte dos estudantes. Nem todas as unidades têm merenda.OCUPAÇÃO - Estudantes fazem protesto no Centro Paula Souza.
Folha de São Paulo
03/05
25 Pontos
1

Alunos que ocupam Centro Paula Souza fazem assembleia nesta terça

Os estudantes que ocupam o Centro Paula Souza, autarquia do governo do Estado, realizam assembleia na manhã desta terça-feira (3) para definir os rumos da ocupação.A reportagem esteve no local durante a madrugada desta terça. "Sem merenda nas Etecs não tem acordo", afirmou.Os alunos ocupam o prédio do Centro Paula Souza desde quinta-feira (28). Eles reivindicam o fornecimento de merenda nas Etecs (escolas técnicas).
O Tempo
03/05
5 Pontos
1

Secretário de Segurança de SP tem 72 horas para explicar ação da PM

Os estudantes protestam contra a falta de merenda e denúncias de corrupção nos contratos de alimentação escolar. Segundo ela, França se dispôs a receber uma comissão formada por estudantes para que levem suas demandas a ele.“Eu acho que a saída é essa comissão ir ao vice-governador para levar diretamente a demanda. “Há muitos anos não há gestão democrática, por isso que chegou nesse ponto, não há diálogo”, disse.
O Tempo
03/05
29 Pontos
Anúncio
Anúncio
Anúncio