{country_name} ↓ TRANS_MENU
Escolher a sua localização:
A minha capaA minha capaA minha capa

O que está acontecendo agora?

Entrar Entrar com Facebook
Nome de usuário ou senha incorreta!
1

Dólar avança mais de 2% com cenário externo negativo; Bolsa cai 2,43%

Em Londres, o petróleo Brent caía 1,61%, a US$ 45,09 o barril, enquanto em Nova York o petróleo tipo WTI recuava 2,39%, a US$ 43,71.Itaú Unibanco PN caiu 5,75%, cotada a R$ 30,11. Foram leiloados apenas 9.800 dos 20.000 contratos ofertados, no montante de US$ 490 milhões.Com isso, o estoque de swaps cambiais tradicionais do Banco Central, que correspondem à venda de dólares no mercado futuro, caiu para US$ 66,533 bilhões.
O Tempo
04/05
34 Pontos
1

Money Mau humor global e BC fazem dólar subir a R$ 3,57; Bolsa recua quase 2%

Em Londres, o petróleo Brent caía 1,94%, a US$ 44,94 o barril, enquanto em Nova York o petróleo tipo WTI recuava 2,52%, a US$ 43,65, com novas preocupações em relação ao excesso de oferta global.Itaú Unibanco PN liderava as quedas do setor financeiro, com -4,31%. O dólar volta a se fortalecer frente a várias moedas nesta terça-feira (3), com o aumento das preocupações em relação ao crescimento da economia global.
Folha de São Paulo
03/05
38 Pontos
1

Mau humor global e BC fazem dólar subir a R$ 3,57; Bolsa recua

Em Londres, o petróleo Brent caía 1,94%, a US$ 44,94 o barril, enquanto em Nova York o petróleo tipo WTI recuava 2,52%, a US$ 43,65, com novas preocupações em relação ao excesso de oferta global.Itaú Unibanco PN liderava as quedas do setor financeiro, com -4,31%. O dólar volta a se fortalecer frente a várias moedas nesta terça-feira (3), com o aumento das preocupações em relação ao crescimento da economia global.
O Tempo
03/05
30 Pontos
1

Money FMI diz que América Latina corre risco com desaceleração maior da China

A projeção é que a atividade econômica da região caia 0,5% em 2016, disse o FMI em seu relatório anual.Uma desaceleração mais profunda da China pode levar a uma contração de cerca de 1% na América Latina este ano, diz o relatório.A retração tem sido alimentada pela pior recessão do Brasil em mais de um século.
Folha de São Paulo
28/04
6 Pontos
1

Money Economia britânica desacelera com fraqueza global e incerteza sobre UE

Folha de São Paulo
27/04
15 Pontos

Money Desaceleração do IPCA pode resultar em queda dos juros ainda em 2016

A desaceleração da inflação, medida pelo IPCA, pode resultar em queda dos juros ainda em 2016, de acordo com o professor de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Pedro Raffy Vartanian.A valorização cambial recente, o fim do processo de realinhamento dos preços administrados e a própria recessão na economia brasileira contribuirão, nos próximos meses, para uma alta menos intensa nos preços, o que, de acordo com o economista “pode permitir uma redução da taxa básica de juros .
Jornal do Brasil
09/04
57 Pontos
Anúncio
Anúncio
Anúncio